Dear Friends / Caros Amigos

DF 38 - Rapture, conflito, astrofísica e uma competição

Julho de 2005

Caros Amigos,

Todos os dias da minha vida eu descubro
Alguém assassinando minhas irmãs e irmãos
Em nome de algum deus ou de outro
O que você sabe?

Estas são as palavras do refrão de uma música chamada 'Before Time Began', que estará no novo álbum do Deep Purple, 'Rapture of the Deep'.

Não é incomum para soldados de forças opostas clamar que 'deus está do meu lado'. Esses mesmos combatentes e talvez, mais significantemente, seus comandantes, também declararão que 'há apenas um deus'.

Com todo o 'respeito' a todos eles, eu não posso conciliar essas frases contraditórias e em próprio benefício.

Em um sentido espiritual, eu preciso de duas coisas para me sentir bem. Eu preciso de um senso de propósito e um senso de pertencimento. Se é assim para todo mundo eu não sei, porque a complexidade da natureza humana supera toda a compreensão.

Desde a Segunda Guerra Mundial, que terminou há sessenta anos atrás, nós temos testemunhado alguns horrores impressionantes, espalhados através do espectro do caos organizado. Limpeza Étnica, Guerras Santas, Massacres Tribais, Homens-Bomba, Massacres Indiscriminados, Vitórias Empíricas, Violência Sectariana, Tortura Institucional, Vinganças com princípios esquecidos, Ódio Racial; até uma Guerra Fria, com sua ameaça lunática de Destruição Mutualmente Garantida - aquela definição um tanto apática de respostas nucleares automaticamente acionadas. O plano era para eficientemente explodir o que havia sobrado aos poucos que restariam, presumidamente depois que toda a raça humana já tivesse sido vaporizada - de fato! Quão bobo era isso?

E tudo em nome do Fascismo, Comunismo, Democracia, Ganância ou Religião - cada um com suas infinitas subdivisões - ou Qualquer Outra Ideologia que se imaginasse como um adversário. Estas máquinas de honra são dirigidas por Fanáticos, Ditadores, Líderes Militares, Fundamentalistas, Burocratas e Megalomaníacos, etc.

E então com certeza há o problema de sobrevivência para aqueles que 'perderam' sua terra natal e que não são amados por ninguém, eles são chamados de Refugiados.

Nós enviamos tendas, dinheiro, medicamento, comida e simpatia à distância - a impressão que tenho é que normalmente apenas as tendas chegam como um carregamento inteiro.

Mas, são refugiados meramente um produto óbvio do verdadeiro sentido por trás de toda essa luta, poderia isso ter a ver com evolução? 'Sobrevivência dos mais fortes' é a frase mais comum associada com o pensamento de Charles Darwing - ele que quase pensou em não publicar seus trabalhos por medo da Igreja. Isto significa que nós temos de atacar ferozmente uns aos outros para estabelecer superioridade física; e se for assim - como parece provável - então como fica a nossa necessidade de supremacia intelectual?

Nossos cérebros nos trouxeram tão longe, mas em velocidades variadas. Então nós nos encontramos num mundo lotado, pisando cada vez mais sobre as sensibilidades de cada um, com pouco ou nenhum espaço para manobrar. Mas tudo isso está acontecendo enquanto cada um de nós ainda precisa se sentir parte de alguma coisa e ter uma razão para viver. Embora essas próprias coisas e essas próprias razões nos levarão inevitavelmente para a guerra, para odiar até a morte aqueles que ficam contra nós. E então pareceria que até uma diversidade de pensamento é terreno fértil para conflito.

Olhe atentamente à nossa sociedade na Inglaterra - até mesmo o nome 'Inglaterra' é mal visto por aqueles que nos teriam organizado regionalmente, como uma forma Politicamente Pervertida de esquecer quem nós somos e o que nós fizemos, para que seu jeito de pensar possa prevalecer. Nós sabemos sobre a Divisão Norte-Sul e o Sistema de Classes, eles têm sido satirizados com freqüência. Agora nós temos os Metropolitanos espalhando sua influência além dos Suburbanos - por tanto tempo um objeto do ridículo; Eu sei porque eu era um - dentro do Interior, onde o jeito Rural de vida tem permanecido em grande parte inalterado por muito tempo. Mas assim como as pessoas do Interior não gostam de ir à Cidade - quando eles querem ver um museu apropriado - por causa do cheiro e da atitude, os Garotos da Cidade não gostam do que eles vêem no Condado - quando eles precisam de um feriado - por causa do cheiro e da atitude.

Eu posso seguir este caminho de redução à vizinhanças, famílias e eventualmente eu mesmo e meu tumulto íntimo e contradições. Eu tenho certeza que isso vai muito mais adiante que isto em todas as direções, mas aqui está a idéia principal.

Nunca houve um momento de recesso em nossa existência. Alguma coisa ou alguém precisa prevalecer, então talvez nós não deveriamos ficar surpresos com o que domina os nossos livros de história.

Nós temos nos adaptado muito bem desde que nos tornamos bípedes, desde o Homo erectus. Guerra, fome e doença têm nos mantido em xeque até agora, mas parece que aquelas medidas de seleção e as muitas formas de seleção natural causarão problemas no futuro. Se nós continuarmos a expandir - quase exponencialmente - como atualmente, então não demorará muito até que nós alcancemos massa crítica ou velocidade terminal, para usar frases apropriadas da ciência.

Mas a sobrevivência é importante para os humanos, então como nós ensinamos nós mesmos a diminuir a velocidade, ou até mesmo andar para trás um pouco? Eu não acho que isso é possível, pelo menos não dentro do tempo disponível. Nossos recursos estão escassos e nós ainda estamos reproduzindo como coelhos - ou deveria eu dizer avestruzes? - veja o prognóstico da população e trema.

É claro que isso não me afetará, certo?

Bem, de fato isso irá me afetar; Isso me afeta uma vez que eu tenho um interesse futuro. Desde que eu era criança, o futuro em grande escala tem sido uma questão importante enterrada tão profundamente que eu não poderia nem formular uma pergunta, quanto mais uma resposta. Mas conforme eu descobri, às vezes a resposta vem antes da pergunta.

Isso surgiu em mim.

Vários membros do meu círculo imediato de familia e amigos que morreram estão viajando comigo através desta minha vida. Eu não sei se isso aconteceu porque eles exerceram uma influência sobre mim ou se eu estava impressionado com suas personalidades e tomei uma parte disto a bordo. Tudo o que eu sei é que uma forte ligação foi feita, que parece se manifestar em minha consciência, mais forte agora do que o sentimento que eu tive, por exemplo, quando meu pai morreu (Wordog - Gunga Din). Embora eu tenha sentido seu espírito entrar em mim imediatamente depois de beijar sua testa no necrotério, eu não pude entender porquê eu não soube de algo quando ele morreu na noite anterior, sozinho em seu carro na beira da estrada.

Foi necessário o simbolismo do beijo para cristalizar a situação e colocar o processo em movimento. Daí em diante, eu olhei pra vida de uma forma diferente e imaginei como cada geração passou adiante antepassados desconhecidos - cada qual por sua vez trouxe ao longo importantes recadinhos de suas próprias pessoas acumuladas - até seus antecedentes. Se instintos são parte de nossa história genética ou outra impressão também, esta é a questão.

E então isso continua e onde terminará?

Nós perdemos muito tempo estudando o desconhecido e relativamente pouco tempo estudando aquelas coisas que nós não damos valor. Porquê uma mãe aperta seu coração quando seu filho cai morto em um campo de batalha distante? Como eu sei o que você está pensando? Como nós podemos sentir o perigo? São premonições inevitáveis - dando as probabilidades para uma suposição correta?

Quão pouco nós sabemos sobre tais coisas e quão raramente elas são discutidas de forma construtiva?

Um 'espirutualista' é visto como associado a excêntricos e seitas esquisitas. Embora para mim a idéia de filosofar sobre as maravilhosas complexidades da alma humana significa apenas seguir a mesma linha de pensamento que todas as religiões perseguem, embora o pensamento individual nesta área tem sido demonizado ao longo dos milênios.

Até onde eu sei, nenhum cirurgião - enquanto fundo no cérebro ou coração com uma ferramenta cortante - já disse 'Eureka, eu descobri a alma humana!' Não, esta descoberta específica foi feita eras atrás por líderes religiosos e nossas mentes curiosas têm sido sufocadas ou redirecionadas desde então.

Parte de mim - a parte de mim que está se tornando mais dominante quando eu racionaliso as hipóteses - está explorando a realidade da mutação humana em um estado metafísico. Eu imagino alguns de nós se transformando em uma força de energia sensível - apenas sem essas coisas engraçadas que nós chamamos de corpos. Assim como as larvas se transformam em borboletas, porque larvas não podem voar.

Nós podemos pairar ao redor da nossa base tradicional por um tempo, até termos aprendido a dar conta de nós mesmos e então partir rapidamente para novos pastos.

Nós não temos tempo suficiente para viajar o Universo de qualquer forma. Certamente essas pequenas máquinas de lata - naves espaciais - estão chegando cada vez mais longe de nossa rocha principal, mas muito lentamente.

Mesmo assim eu ainda posso me imaginar em galáxias distantes em um instante.

Lá - é possível viajar mais rápido do que a da luz de fato, mas você tem que abandonar a carga.

Indo em outra direção há o Big Bang e todos que se interessam em falar por físicos 'teóricos' sobre o 'fato' de que nada existiu antes do momento da criação. Se eu puder compreender alguma coisa como o verdadeiro significado do infinito e da eternidade e então considerar o começo de algo, eu saberei que alguma coisa veio antes disso.

Pensar em nosso Universo em termos finitos é como dizer que a Terra é achatada. Infinito significa para sempre, não como linhas paralelas terrestres (não existem linhas paralelas), que podem existir - para propósitos práticos - tão longe quanto a página permitirá; ou tão longe quanto nós sabemos e um pouquinho além.

Parece óbvio que o nosso Universo não é um evento singular.

Se nós nos desencarnarmos, viajando na luz, com um novo e comum senso de propósito, poderíamos nós falar entre nós mesmos em nossos novos coletivos espirituais na jornada além, ou iríamos nós ainda estar tendo nossas pequenas discussões e assassinatos na constante luta por supremacia?

É a natureza humana, afinal.

Do 'The Times', quinta- feira, 14 de Julho de 2005

Fornecer um piano em um bar (na Inglaterra) ou permitir que um músico toque sua guitarra na sala dos fundos de um clube privado sem uma licensa se tornará um crime sob a nova lei de música ao vivo.

Músicos estão se opondo ao que eles descrevem como a 'criminalização de música ao vivo' sob o Ato de Licensa, devendo se tornar vigente em Novembro de 2005. A penalidade máxima para qualquer um que quebre a lei será de 20,000 (vinte mil) libras de multa e seis meses na prisão.

Cantar espontaneamente em qualquer rua dentre a M25 (estrada periférica externa de Londres - o equivalente ao peripherique de Paris) está para ser banido a partir de Janeiro de 2006. Assoviar é agora um ato criminal, retroativo a 1990 - vários carteiros aposentados têm sido presos e mantidos em custódia, aguardando julgamento.

Melros, Tordos e Rouxinóis devem permanecer calados fora da estação de acasalamento e mesmo então, precisam solicitar por permições para cantar para o pequeno Hitler em seu centro da cidade. Todos os demais pássaros devem permanecer em silêncio de agora em diante, exceto Corujas, que podem piar por uma hora após o anoitecer. Picar-pau é estritamente proibido.

Dançar é agora compulsório para todos os cidadãos entre três e noventa e um anos de idade; Para ser feito semanalmente, desacompanhados de música e apenas em grupos de mais de dez em premissas apropriadamente licenciadas. Movimentos incomuns de qualquer membro do público precisam ser reportados à AOD (Autoridade de Observação de Dança) no centro da cidade mais próximo. O não cumprimento disto resultará em uma acusação de conspiração à dança. Se convicto, isto acarretará em uma pena de reclusão à uma lata de lixo - efetivamente seis mêses, pois este é o tempo normal que leva para o conselho limpar as latas.

Quais partes dos últimos cinco parágrafos são inacreditáveis?

Cada uma das três melhores respostas à isto, ou a qualquer um dos acima, receberá cópias assinadas de 'Rapture of the Deep' e 'Gillan's Inn', assim como um par de tickets e passes backstage para um concerto do Deep Purple de sua escolha. Regras normais se aplicam.

Saúde,

Ian Gillan

Copyright © Ian Gillan 2005

Voltar para:
return to DF index